A produção de vitrais pode parecer um processo complicado, então nós os relacionamos em etapas, a fim de esclarecer a maneira pela qual nós trabalhamos. 


Passos para a Criação do Vitral Tradicional

 

1- DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

 

Quando somos chamados para uma consulta, vamos ter uma conversa muito informal sobre suas necessidades e todas as ideias que você pode ter. Você será convidado para ver o nosso extenso portfólio e ver a forma como trabalhamos.Nós, então, damos uma  estimativa de custo, sem compromisso, com base em tamanhos aproximados e projeto.

Quando estiver satisfeito e quiser que nós  criemos o perfeito vitral para você, nós visitamos o local para tirar as medidas exatas, avaliamos o estilo da construção, a intensidade da fonte da luz e direção,e eventuais fatores que possam bloquear a luz disponível. Todas essas variáveis devem ser levadas em conta.

Projeto de vitral apresentado ao cliente

 

Apesar da proposta feita no papel, por sua própria natureza, não conseguir retratar a profundidade e a riqueza dos vitrais, criamos algumas opções de projeto para apresentação ao cliente, para dar uma noção de como ficaria o vitral terminado. Quando o cliente define um projeto, em muitos casos , fazemos um desenho para o serralheiro ou marceneiro com especificações para que o cliente providencie a armação onde vai ser instalado o vitral.

 

Desenho para o serralheiro.Desenho do caixilho para o serralheiro|

 

 

Caixilho de ferro 

Caixilho de ferro

 

 caixilho de madeira

Caixilho de madeira

 

O chumbo é a matriz que compõe as dezenas, centenas ou mesmo milhares de peças de vidro colorido em conjunto na janela acabada.Janelas de vidro com chumbo devem ser limitadas a secções de painel de 0,80 de metro quadrado.Se uma janela grande for executada, a vitralista tem que ter competência para saber dos requisitos estruturais para o projeto, com base no tamanho do espaço e proporção. Se projetado, fabricado e instalado corretamente, um vitral vai durar por muitas gerações.

 

   

 

                               Caixilho de ferro aguardando o vitral.                                                                 Ambiente com o vitral instalado.

 

 

2- AMPLIAÇÃO DO DESENHO PARA ESCALA EM TAMANHO REAL

 

Uma vez pronta a armação, nós tomamos as medidas exatas e iniciamos a elaboração do desenho no tamanho natural. Um desenho estrutural é feito a partir do desenho, que contém a informação para a execução do vitral. As linhas determinam as linhas exatas dos vidros.

3- SELEÇÃO DOS VIDROS E DAS CORES

Cada peça de vidro é cuidadosamente selecionada, com referência ao desenho. Damos referência às cores dos vidros pelos seus respectivos códigos. Cada cor e textura de vidro tem seu próprio código.Cortamos todas peças individualmente de acordo com seu molde.Os vidros são cortados manualmente com um cortador de vidro e as bordas são finalmente moldados usando um alicate especial.

 

Vidros cortados de acordo com o projeto

 

 

4- CONTORNOS E SOMBRAS EM DETALHES

 

No caso do vitral requerer detalhes, nessa etapa faz-se a pintura que chamamos de "Crisalla". São várias fases de aplicação de tinta para o vidro, que se combinam para constituir progressivamente os valores tonais da imagem. A cor sempre vem do próprio vidro, a aplicação de linha pintada (contornos) e valores tonais permitem influenciar a forma como a luz, que é visto através da cor. 

 

  

 

  

O vidro é colocado no forno depois de cada fase de pintura, o que significa que cada peça pode ser queimada várias vezes antes de ser concluída. Durante a queima, a temperatura do vidro atinge cerca de 700 graus C, fundindo a tinta para a superfície do vidro de forma permanente.

 

 

   

 

                Detalhes como as mãos e o rosto são muito comuns terem essa etapa. 

 

  

 

 

                                        Projeto em desenho e o vitral já pronto

 

5- UNIÃO DOS VIDROS PELAS BAGUETES DE CHUMBO

 

 

A próxima etapa é juntar todas as peças individuais de vidro em conjunto usando chumbo que são em forma de H.

É soldar cada uma das juntas com estanho sendo aplicado com um ferro de soldar. As juntas devem ser soldadas em ambos os lados.

 

   

 

 

 

6- PROCESSO DE CALAFETAGEM e LIMPEZA DO VITRAL

 

Envolve escovar uma massa líquida no painel. Essa impermeabiliza o vitral e a torna mais rígida.

A massa é aplicada nos espaços entre o chumbo e o vidro e é feita a limpeza com a utilização de serragem. As baguetes são limpas e polidas.

 

 

 



 

7- FAZER COLOCAÇÃO

 

Ajustar o vitral na armação de madeira, ferro ou alumínio.

 

       

 

       

 

 

Um vitral feito usando esta técnica com chumbo deve durar muitas décadas.

Todo o trabalho duro vale a pena quando você vê os vitrais acabado.Nós sabemos que o cliente vai ser surpreendido e encantado com o quão bonito e original  seu vitral vai ficar.